Archive for outubro \30\UTC 2009

Crime Ambiental e Social em Brasília

outubro 30, 2009

“No dia 27 de outubro de 2009, os moradores do Santuário dos Pajés, comunidade indígena situada em Brasília, detiveram um trator que desmatava área de cerrado próximo às suas terras. A abertura da estrada faz parte do projeto do Setor Noroeste, que teve suas licenças ambientais canceladas por recomendação do Ministério Público Federal, até a conclusão dos estudos antropológicos referentes à presença indígena naquela região. A polícia civil foi chamada para garantir a continuidade das obras e averiguar a existência de um “refém”.”

veja aqui

Pela Mãe Terra, pela Natureza, pela Cultura e Espiritualidade Indígena, pelo Santuário Sagrado dos Pajés. 

Neste momento em que sentimos a destruição de uma grande parte do cerrado nativo nas mãos da corrupção do projeto $$noroeste$$, convocamos ajuda e apoio de todos/as aqueles que sentam a injustiça deste ato, que mas uma vez feri a nossa Mãe Terra e os direitos dos nossos irmãos indígenas de Brasil e América toda.

Depois da terrível destruição de uma parte da terra indígena como uma forma de passar por cima dos nossos direitos, e tratando de amedrontar a nossa comunidade, novamente ontem 28 de outubro pela manha as maquinas da CONTERC (amparada pela TERRACAP) entraram no “Santuário dos Pajés” de forma ilegal, esta vez a comunidade indígena conseguiu impedir o desmatamento do cerrado que a TERRACAP, GDF e IBAMA persistem em realizar sem nenhum escrúpulo.

Pela primeira vez a comunidade teve a possibilidade de um meio de comunicação lês escutara e falara sobre a verdade do que esta acontecendo, quando o pajé Santxiê Tapuya falava frente a câmara um grupo de 13 policias armados chegaram pedindo desligar a câmara, eles dizeram  que os indígenas foram denunciados por ter a maquina e um homen seqüestrado e alegando que as obras estão garantidas por um TAC (isso fora da realidade, já que os três homens que trabalhavam, mas o motorista da maquina voltaram pra o lugar de onde iniciam seu trabalho e esse TAC é ilegal).

Os nosso irmãos guerreiros esclareceram a verdade que o Ministério Público Federal cancelo todas as licenças em março de este ano, e que a FUNAI que ainda não fez a demarcação da terra é parte também da máfia que destrói o meio ambiente e deixa aos indígenas de Brasil sim direitos, por isso ela não se pronuncia e omite os 5 estudos antropológicos que falam sobre o uso tradicional da terra o que garante no art.231 da constituição a demarcação da terra indígena, também esclareceram que eles só estavam cuidando de que o cerrado não fora mas destruído, já que o inicio das obras é irregular.

O MPF apóia a verdade do Santuário dos Pajés, e esta procedendo de forma que os direitos dos indígenas do Santuário sejam respeitados e que a demarcação se faça já, por isto as obras ficar interrompidas de forma indefinida, ate regularizar a situação da terra.

 

Realmente acreditamos que a chegada de tantos policiais armados foi uma estratégia da TERRACAP para seguir na sua campanha de terror (depois de muitas ameaças, o incêndio da casa de Tôwe e o desaparecimento há mas de 6 meses do nosso cacique Korubo) já que eles insistiam em levar a gente na delegacia…e para que? Y por qué? estratégia que foi frustrada pelo Grande Espírito, mas uma vez sentimos a sua proteção e verdade, somos pessoas de paz que lutamos pela terra, a natureza, a vida, a cultura do nosso povo, e nossa espiritualidade.

Agora façemos o chamado a todas as pessoas que moram em Brasília e todo Brasil, para que se conscientizem da importância do cuidado de esta terra, do cerrado nativo onde se preservam inumeráveis espécies medicinais, assim como a água que vem das nascentes da água mineral e conformam um dos aqüíferos que sustenta a água de Brasília…

O chamado é para lutar pela justiça e a verdade, contra a o racismo e a máfia de este governo, contra o racismo da sociedade que não nos permite viver em nossas terras na conexão equilibrada com a natureza que aprendemos por miles de anos a traves de nossos antepassados…por que sempre querem tirar as nossas riquezas as quais cuidamos para as próximas gerações, nossa cultura, nossa língua, nossa espiritualidade, e nossa terras PRESERVADAS, nas quais vivemos de forma simples, na paz e conservando toda sabedoria que o Grande Espírito deu a o nosso povo???

Você tem conhecimento de todos os projetos $”ecologicamente corretos”$ que o GDF quer realizar em Brasília de forma irregular sem um poço de consciência sobre o impacto que pode ter na água, no clima, na contaminação, e no futuro da cidade…???

Pedimos apoio neste momento, toda ajuda que possa chegar e que sirva para esta luta pela Mãe Terra nos agradecemos, e convidamos também a conhecer o Santuário dos Pajés e a flora do cerrado desta terra, convidamos a todos/as a trabalhar pela liberação de esta reserva que beneficiara a nossa próximas gerações, e que manten  o equilíbrio ecológico da cidade de Brasília.

JALLALLA!!!

O SANTUARIO DO PAJES NÃO SE MOVE!!!

VIVA A VERDADE!!!

VIVA OS INDIGENAS DE AMERICA!!!

AMERICA ESTA VIVA!!!

Se quiser colaborar comente nesta mensagem.

Anúncios

Ramayana Diwali

outubro 26, 2009

Somente nesta Terça dia 27!

Arte_Web_diwali2009

Uma produção do Espaço Rasa

Festa para Mariah

outubro 24, 2009

Convite copy

http://artefemininoplural.blogspot.com/

Voz Livre – Conseição das Crioulas

outubro 13, 2009

Nos últimos anos a Rede Mocambos vem discutindo e criando os Núcleos de Formação Continuada em diferentes regiões do país – espaços autônomos de organização, aprofundamento e fortalecimento da luta quilombola. Voz Livre nasce neste contexto e, antes de mais nada, é um trabalho em processo, uma primeira síntese audiovisual que acompanha a constituição de alguns destes núcleos.

Veja o vídeo aqui

ou aqui

Realização:
Política do Impossível
Casa de Cultura Tainã
Rede Mocambos

Esta atividade integra o Prêmio Interações Estéticas – Residência Artística em Pontos de Cultura